desenvolvimento sustentável

Pensamento estratégico e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Em 2015 a ONU estabeleceu metas para o desenvolvimento global que devem ser atingidas até 2030. Chamado de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) o plano de 15 anos foi aceito pelos líderes mundiais e aborda alguns dos problemas mais prementes enfrentados pelo mundo.

No total, são 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os quais são definidos em uma lista de 169 Metas ODS. O progresso em direção a essas metas é rastreado por 232 indicadores. Ao redor do mundo, empresas e instituições têm apoiado e desenvolvido estratégias a fim de fazerem sua parte para cumprirem com as metas previstas na agenda da ODS.

Qual é a responsabilidade da sua organização nesse cenário? Como adotar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no pensamento estratégico da sua empresa? Por que o assunto é importante inclusive para o seu negócio?

Para saber as respostas, convidamos você a investir alguns minutos na leitura deste post.

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Conforme apresentado no site Estratégia ODS, a divisão dos temas segue quatro dimensões principais:

  • Social: relacionada às necessidades humanas, de saúde, educação, melhoria da qualidade de vida e justiça.
  • Ambiental: trata da preservação e conservação do meio ambiente, com ações que vão da reversão do desmatamento, proteção das florestas e da biodiversidade, combate à desertificação, uso sustentável dos oceanos e recursos marinhos até a adoção de medidas efetivas contra mudanças climáticas.
  • Econômica: aborda o uso e o esgotamento dos recursos naturais, a produção de resíduos, o consumo de energia, entre outros.
  • Institucional: diz respeito às capacidades de colocar em prática os ODS.

Esses quatro temas abordam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que são:

  1. Erradicar a pobreza
  2. Erradicar a fome
  3. Saúde de qualidade
  4. Educação de qualidade
  5. Igualdade de gênero
  6. Água potável e saneamento
  7. Energias renováveis e acessíveis
  8. Trabalho digno e crescimento econômico
  9. Indústria, inovação e infraestruturas
  10. Reduzir as desigualdades
  11. Cidades e comunidades sustentáveis
  12. Produção e consumo sustentáveis
  13. Ação climática
  14. Proteger a vida marinha
  15. Proteger a vida terrestre
  16. Paz, justiça e instituições eficazes
  17. Parcerias para a implementação dos objetivos

A lista de descrição completa dos ODS você encontra neste documento em inglês. Para monitorar o desempenho dos indicadores em tempo real, acesse o SDG Tracker.

Por que sua empresa deve se preocupar com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável?

Dificuldade em achar talentos qualificados, recursos naturais escassos e mercados financeiros fracos são apenas alguns exemplos dos desafios enfrentados por empresas. Ao aderirem aos ODS, organizações conseguem enfrentar desafios em quatro frentes (fonte EY):

  • Crescimento: os ODS 8, 9 e 12 referem-se ao crescimento econômico, emprego, industrialização sustentável, inovação e produção sustentável. Ao ajudar a impulsionar o progresso em direção a esses resultados e criar valor compartilhado, empresas ajudam a garantir a capacidade de gerar capital e valor para o acionista no longo prazo.
    Todas as organizações podem se beneficiar de comunidades mais resilientes, acesso confiável aos recursos naturais e uma população saudável e instruída para sustentar sua força de trabalho. A pergunta é: como a sua empresa pode contribuir para atingir as metas de forma a impulsionar o desempenho financeiro nos mercados em que opera?
  • Controle de risco: os desafios para empresas e sociedades são representados por cada ODS. Cada um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável representa uma área de risco. Se não abordados e tratados, é provável que esses riscos só aumentem. Investidores estão cada vez mais atentos aos riscos ambientais, sociais e de governança. Conforme apresentado pelo EY Investor Survey (2017), as decisões de investidores são afetadas por questões como: a fraca governança corporativa, o fraco desempenho ambiental, a escassez de recursos, a mudança climática e os riscos aos direitos humanos.
  • Capital: empresas com modelos de negócios alinhados aos ODS podem se beneficiar diretamente de novas fontes de capital.
  • Propósito: quando contribuem para os ODS empresas criam valor para todas as partes interessadas. Ao se concentrarem em melhorar o mundo em que vivemos e inspirar todos os níveis da organização, a empresa consegue atrair desafios que atuam como catalisadores de inovação, engajamento e motivação de funcionários, abertura de novos mercados e criação de oportunidades.

Conforme apresentado em uma publicação do Ecosense uma das razões pelas quais os ODS são interessantes para as empresas é que ao serem cumpridos, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável garantem e/ou permitem ambientes de mercado mais prósperos.

Pessoas mais prósperas (ODS 1), força de trabalho mais bem educada (ODS 4), existência continuada de recursos naturais (ODS 12, 14 e 15), em sociedades mais estáveis com condições de mercado mais estáveis (ODS 16) são perspectivas promissoras para qualquer empresa.

Como inserir os ODS no pensamento estratégico da sua organização?

Entendemos que, muitas vezes, as pequenas e médias empresas (PMEs) não conseguem abordar os ODS como as grandes corporações ou os governos o fazem. No entanto, devido a importância do papel das PMEs na economia, é necessário que haja um esforço também por parte de organizações menores.

Inserir os ODS no pensamento estratégico comprova o quanto sua empresa está comprometida com o desenvolvimento sustentável global, além de contribuir para o atingimento dos pontos que destacamos no tópico anterior.

A missão é grande, mas pode contar com a contribuição do seu negócio. Alguns exemplos incluem:

  • Erradicar a pobreza (ODS 1): definir políticas não discriminatórias, bem como recrutar membros da comunidade local (incluindo a integração de pessoas que vivem na pobreza).
  • Saúde de qualidade (ODS 3): oferecer benefícios de saúde para funcionários e realizar investimentos na área.
  • Educação de qualidade (ODS 4): criar programas que dão aos adolescentes acesso ao ambiente corporativo, proporcionar aos funcionários oportunidades para o aprimoramento de suas habilidades e incentivar a gestão do conhecimento.
  • Igualdade de gênero (ODS 5): estabelecer a mesma remuneração para todos que exercem as mesmas funções e têm as mesmas responsabilidades, e definir uma política de tolerância zero para abusos verbal e/ou físico.
  • Trabalho digno e crescimento econômico (ODS 8): definir uma política contra práticas injustas de contratação e recrutamento.
  • Indústria, inovação e infraestrutura (ODS 9): promover a inovação, dando a todas as partes interessadas a oportunidade de oferecer soluções criativas para os desafios da sustentabilidade.
  • Produção e consumo sustentáveis (ODS 12): redução de desperdícios e resíduos orgânicos.
  • Paz, justiça e instituições eficazes (ODS 16): cumprir as leis e atender aos padrões internacionais.

O pensamento estratégico foca no longo prazo. Aderir às normas ISO é também uma forma de se adequar aos ODS. Pensando nisso, sua empresa pode fazer um planejamento para atingir aquelas normas e regulamentos que são aderentes ao seu negócio.

Segundo destacado, a ISO publicou mais de 22.000 Normas Internacionais e documentos relacionados que representam diretrizes e estruturas globalmente reconhecidas baseadas na colaboração internacional. Hoje essas normas são vistas como ferramentas essenciais para ajudar os governos, a indústria e os consumidores a contribuir para a realização de cada um dos ODS.

A fim de que você possa entender melhor, para cada uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável a ISO identificou os padrões que fazem a contribuição mais significativa. Caso tenha interesse, neste site é possível obter mais informações.

Concluindo

Empresas de todos os portes têm responsabilidade em olhar as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Por isso, é interessante que o assunto esteja presente na pauta das reuniões do Conselho de Administração.

Neste artigo demos algumas sugestões de como sua empresa pode abordar os ODS no pensamento estratégico. Esperamos que este seja um passo inicial e que muitas outras ideias surjam para o seu negócio de modo que ele possa contribuir com o desenvolvimento sustentável global. Caso você tenha outras ideias, fique à vontade para compartilhar conosco.

Gostou deste artigo? Fique à vontade para compartilhá-lo. Aproveite que está aqui e visite o Glicando, o blog da Glic Fàs.

Créditos imagem: Unsplash por Austin Distel.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *